Destralhando a casa

Padrão

 

Já faz um tempinho que não tenho empregada, por isso eu mesma tenho que arrumar meu apartamento. Chego do trabalho por volta das 18:00 e, muito cansada, acabo deixando para arrumar a casa de verdade  no fim de semana. No dia a dia apenas faço a cama antes de sair para trabalhar  e ajeito a cozinha a noite.

Na busca por um método de organização que facilitasse minha vida e mantivesse meu lar em ordem acabei caindo num blog chamado Vida Organizada. Nele a autora dá dicas que como manter sua casa em ordem sem se cansar muito e uma das coisas mais interessantes que li por lá foi um texto que falava que não adiantava ajeitar as coisas se dentro dos armários e gavetas existiam tralhas e coisas fora do lugar. Olhando por  fora, tudo na minha casa estava limpo, mas dentro dos armários e gavetas a coisa estava feia. Acúmulo de coisas provoca isso. Não tendo um lugar próprio as coisas acabam sendo deixadas em qualquer lugar e sem uso. Programei-me para este “destralhamento” – existe essa palavra? – para o próximo feriado.

Aproveitando o feriado de 07/09 levante cedo e decidi destralhar todos os ambientes. Comecei pela suíte principal. Embalei em sacos a vácuo os casacos, botas – já que só os usarei novamente no próximo inverno – e bolsas separando as que comprei por último para uso daqui em diante. As demais ficarão guardadas até que eu decida o que fazer com elas.  Com a separação dos casacos liberei vários cabides, mas não fiquei satisfeita, pois ainda precisava empurrar os demais para pegar uma peça de roupa.  Abri todas as portas do meu guarda roupa e, num átimo de segundo, retirei tudo que eu não uso mais (luto com o apego com certas peças de roupa e sei que não vai ser fácil passar por isso, mas com um passo de cada vez conseguirei deixar “minha mochila da vida mais leve.”, pois a única coisa que me cansa é o excesso de coisas materiais). Separei uma parte para minha cunhada e a outra para minhas irmãs e sobrinha.

Além das coisas que separei para doação, retirei, com um susto enorme ao finalizar a limpeza dos outros quartos, 2 sacos de lixo daqueles enormes que medem 70×90, eu acho, lotados de tralhas de toda a espécie: CDs antigos, papéis, apostilas dos meus cursos e faculdade, enfeites, artigos de decoração que se quebraram e eu guardei, pois um dia iria colá-los… Pura ilusão isso!! Pessoas que consomem muito e se apegam às coisas inventam essas desculpas para não jogar fora algo que custou caro ou tem algum valor sentimental, mas ontem eu me desfiz de quase tudo. Quando terminei parecia que minha casa estava mais clara, leve e limpa. Eu estava acabada muito cansada, mas valeu a pena.

(continua…)

Anúncios

Compartilhe seu pensamento comigo.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s