Não tem título hoje…

Padrão

Quando eu pensei em criar este blog tinha na minha cabeça tudo bem definidinho: vou falar dos meus erros e acertos da tentativa de diminuir todos os excessos da minha vida partindo primeiramente do meu guarda roupa. Não obtive muito sucesso nessa empreitada ainda. É tão difícil largar velhos vícios mesmo sabendo de cor e salteado todos os malefícios que eles trazem. Eu juro que achei que seria fácil. Do tipo basta decidir e ter força de vontade e bla bla bla. Não é tão simples assim.

Eu continuei com os excessos e costumo imaginá-los como os braços de um polvo que por vontade própria implantei em mim. Como a natureza me dotou de apenas dois eu jamais conseguirei domar os demais. E nessa tentativa de fazer algo com eles eu faço somente me cansar e ter dor nas costas. Como me fazem mal! Eu preciso arrancá-los por que eles só fazem número. Nada me acrescentam a não ser o seu peso…

Lembra dele no filme? Apesar da mobilidade que os tentáculos ofereciam, foram os próprios os responsáveis pela sua ruína!

Eu sempre disse, mas nunca imaginei que isso serviria pra mim, que a gente se acostuma até com coisa ruim e vivemos anos a fio em situações problema, boicotando nossa felicidade e progresso pessoal, dando valor a pessoas que não merecem, em relações (de todo tipo) que já começam falidas e, por costume ou comodismos, deixamos pra lá e pouco ou nada fazemos pra mudar. A vida vai nos levando, mas somos completamente coniventes com isso. Cada situação que me faz mal representa um tentáculo. E eles são muito pesados!

Hoje eu decidi cortar um deles. Eu sei que vai doer muito por que já existe uma ligação forte entre nós uma vez que eu sozinha decidi implantá-lo. Ninguém me obrigou ou sequer ofereceu. Já compartilhamos o mesmo sangue. O mesmo coração e cérebro. Este último um maldito que vira e mexe me chicoteia esfregando a razão na minha cara. Eu não quero ver, desvio o olhar, mas ele me pega pelo queixo, me obriga a abrir os olhos e diz de forma seca e cruel: Chegou a hora de crescer, mulher! Larga mão dessa muleta!

Pois é! Hora de crescer e, daqui por diante,  é sobre isso que quero escrever…

Dando o primeiro passo…

Anúncios

Um comentário sobre “Não tem título hoje…

Compartilhe seu pensamento comigo.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s