Contradições

Padrão

Eu sou a pessoa mais desorganizada que conheço. Vivo esquecendo onde coloco as coisas, pago várias contas em atraso por que não me lembro dos dias de vencimentos, esqueço roupas que tenho e só lembro delas naqueles dias em que a coisa está tão caótica dentro do armário que me vejo obrigada e arrumar. Por ser assim já me fodi horrores. Pago juros altos, compro roupas e objetos repetidos… Mesmo sendo assim isso não me dói. Sei que é algo que preciso melhorar, mas como em vários outros aspectos na minha vida vou empurrando com a barriga.

Acontece que para algumas coisas eu beiro a paranóia da “organização”. Exemplos: a orientação sexual das pessoas. Hoje estou bem melhor, mas não entendia por que cargas d’agua uma pessoa era bissexual. Pra mim só existia o homo e a heterossexualidade. Nada além disso e quem se dizia bissexual era aquela pessoa que ao primeiro sinal de dificuldade pulava pro outro lado. Claro que já revi isso e, graças a Deus, não julgo mais. Cada um com sua vida e sua orientação.

Outra coisa se refere à religiosidade. Sempre fui católica. Criada na igreja. Recebi todos os sacramentos a exceção do matrimônio por que não fiz cerimônia religiosa (confesso que nunca desejei isso mesmo sendo “pessoa de igreja”). Mas a ICAR não respondia todas as perguntas que eu fazia. Não entendia como havia pessoas saudáveis e outras doentes. Umas ricas e outras pobres. Algumas com a vida tranquila e outros sofrendo. Países ricos e continentes paupérrimos. A igreja rica e o povo pobre. Hoje tenho as respostas que buscava e me realizo inteira no espiritismo kardecista. Acontece que… A tal mania de colocar tudo em prateleiras com nomes e definições acaba com meu sossego. Every single Day!

O espiritismo é uma doutrina que não segrega, não oprime, não divide, não nomeia, não impõe. Todos somos livres e donos de nós mesmos. Não existem dogmas ou rituais. Podemos fazer o que quisermos por ter o livre arbítrio, mas sabemos que devemos hora ou outra arcar com as consequências de nossas escolhas. Assim sendo, para o espírita não existe religião errada e nós, seres humanos, como irmãos que somos devemos aceitar sem julgar e com amor verdadeiro o outro como ele é com suas imperfeições, virtudes e escolhas.

Para aprender mais comecei a participar de um grupo de estudos no facebook e lá, respeitando a máxima do espiritismo de que não há salvação fora da CARIDADE, recebe qualquer pessoa que peça para entrar e disponibiliza o mural para qualquer um de nós postar o que quiser respeitando algumas regras de cordialidade… Enfim, podemos escrever o que quisermos, mas sempre com gentileza e de maneira edificante.

Com a infinidade de pensamentos diferentes eu fico completamente invocada e respondo mentalmente: “Isso tem que ficar na prateleira do Espiritismo Kardecista. Isso aqui não.” “Ta louca, irmã? Onde já se viu comparar as duas doutrinas? Nada a ver.” “Não o espiritismo não é um oráculo que desvenda sonhos. Você deve ter comido demais a noite  e teve pesadelo.” “ Vá lavar uma pia de louça suja que rapidinho passa esse mal estar que você acha ser possessão” Puta que pariu!!! Olha a minha enorme falta de caridade com o próximo!!!

 Eu digo pra mim mesma todo dia: “Ah sua bonita! Você conseguiu vencer alguns preconceitos. Tem uma mente aberta. Parabéns pra você!”, mas ai eu vou lá no grupo para ler as postagens e fico com raiva das coisas que leio. Olha que merda!!!! Olha que pessoa contraditória! Não me atrevo a comparar meu modo atual de ver certas coisas como a linda “metamorfose ambulante” do Raul. Sou um vermezinho rasteiro. Isso sim. Não avancei porcaria nenhuma. Sou uma fraude!

Este texto é mais um desabafo que qualquer outra coisa. O Espiritismo é lindo. Eu é que sou feia, suja, atrasada. Eu sei que somos todos imperfeitos caminhando aqui nessa terra de expiações, mas eu estou atrasada demais. Apesar disso tenho consciência que ninguém pode mudar ou evoluir por mim. Isso é tarefa minha e não existe a possibilidade de delegá-la a ninguém. Melhor para de escrever e tentar adiantar meu lado.

É isso!

 

PS: Desculpem o uso de palavrões no texto. Quem me conhece sabe que os abomino e não falo de jeito nenhum, mas hoje não deu pra segurar!

Imagem

 

 

Anúncios

Compartilhe seu pensamento comigo.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s